0

Instrução Rotária – O Rotary não faz política partidária

IR01Zoccola_Im_eleições 2016Informamos aos leitores desta coluna que a gestão 2016-2017 de Rotary International iniciou no mundo inteiro dia 1º de julho e findará no dia 30.06.2017. O nosso Distrito é o 4730 e será liderado pelo Governador Armando Zoccola Filho e sua equipe distrital.

Por indicação do Gov. Zoccola exercerei a função de Apoio aos Instrutores de Clube. Todos podem entrar em contato a qualquer hora do dia ou da noite, pois terei o maior prazer em ajudar no que for possível. Caso a dúvida não seja urgente, podem entrar em contato pelo email instrutores@marcostoledo.adv.br.

Gostaria de abordar como primeiro tema de nossa gestão, por sugestão do companheiro Lessa Bonato, o posicionamento do rotariano face a política partidária.

Como todos sabem, estamos às portas de mais uma eleição e como sempre os políticos procuram o aconchego dos Rotary Clubs, pois sabidamente são núcleos de fortes lideranças e formadores de opinião.

E como devemos proceder??? O Rotary é contra a política???

Obviamente o Rotary não é contra a política partidária, pois ela faz parte da democracia e seu exercício tem direta consequência em nossas vidas.

Considerando que todos os clubes selecionam bem seus sócios, entendo que seria maravilhoso se muitos candidatos fossem rotarianos, pois teríamos mais opções de voto seguro em alguém que certamente representaria os anseios da comunidade, sem envolvimento em situações de corrupção ou desvio de verba. Os rotarianos são íntegros, preparados para a liderança comunitária e dedicam suas vidas ao serviço comunitário voluntário, sem obrigação e sem pagamento. Por esses motivos são naturalmente ótimos candidatos para qualquer representação política.

Então o Clube deve apoiar um bom candidato ou um rotariano que se candidate???

Não mesmo, nunca!!!

Por mais vontade que tenhamos, por mais apto e íntegro que o candidato possa ser, seja rotariano ou parente, um Rotary Club nunca pode participar de política partidária, mesmo que o clube inteiro o aceite como ideal. Isto para não falar de todos os problemas que podem ocorrer quando houver mais de um candidato ou opinião entre os sócios.

Sendo um Clube de Serviço internacionalmente respeitado e ouvido nas mais diversas situações, o Rotary não pode se afiliar, se emparceirar ou mesmo apoiar qualquer partido político ou candidato.

Como representantes de um maravilhoso número de pessoas e comunidades no mundo inteiro, contando inclusive com cadeira na ONU – Organização das Nações Unidas, devemos ser imparciais, para podermos sempre apoiar as boas iniciativas dos bons políticos e condenar as más. Mais que isto, devemos sempre manter abertas as portas de todos os órgãos públicos, para o sucesso de todos os projetos e reivindicações. Todos devem ter certeza de que os rotarianos trabalham pelo bem comunitário, sem interesses pessoais ou vinculação política partidária.

Então os rotarianos não podem participar???

Novamente a resposta é negativa, pois como já foi dito, seria maravilhoso se tivéssemos um grande número de rotarianos dispostos a participar da vida política de nosso país, seja como candidato ou como cabo eleitoral.

O que não podemos é utilizar nossas reuniões, espaços rotários ou mesmo o nome do Rotary para gerar voto ou apoio. Vamos apoiar sempre quem mereça nosso apoio, principalmente se for um companheiro com trabalho social e integridade reconhecida, mas em nossa individualidade de cidadão, assim como em nossas famílias e empresas. Vamos valorizar e apoiar quem merecer, ajudar a comunidade a escolher bem seu candidato e denunciar os maus, mas sem envolver o Rotary de forma alguma.

Aos companheiros que se tornarem candidatos, para que não melindrem ninguém ou envolvam o Rotary mesmo que acidentalmente, recomendamos como melhor e mais ética forma de agir o afastamento do clube ao qual pertença durante os meses que estiver em campanha e retornando apenas após a apuração dos votos.

Em resumo, vamos exercer plenamente nosso direito de votar e ser votado, de escolher e apoiar o melhor candidato, mas sempre sem envolver nosso clube, nome ou imagem do Rotary.

Um grande abraço para todos e sucesso aos líderes rotários em mais esta gestão que inicia.

Marcos Toledo

Marcos A. P. Toledo

Subcomissão Distrital de Apoio aos Instrutores de Clube
Rotary Club de Pinhais
Avatar

Lessandro Bonato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *