0

Máquina de corte automática facilita produção no projeto Casa das Fraldas

Idealizado em 2010 pelo Rotary Club Campos Gerais, o projeto Casa das Fraldas atende a Santa Casa de Ponta Grossa. Através da iniciativa, pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) recebem fraldas geriátricas gratuitamente. No último mês de julho, o clube adquiriu uma máquina de corte automático para aprimorar a produção das fraldas.

Sem fins lucrativos, a iniciativa não requer grande investimento de recursos financeiros. O material utilizado para a elaboração é fornecido pela Santa Casa de Ponta Grossa.  Atualmente, o projeto Casa das Fraldas produz apenas modelos geriátricos e no tamanho G.

Para a fabricação, os associados do clube Campos Gerais e voluntários trabalham uma vez por semana, às terças-feiras. Cerca de 3 mil fraldas são enviadas por mês à Santa Casa. O restante é vendido para população em geral por unidade a 1,20 real ou em pacotes de 60 fraldas por 60 reais, para que o material utilizado possa ser comprado novamente.

De acordo com a coordenação do projeto, a compra da nova máquina foi realizada com o objetivo de auxiliar no corte, antes feito manualmente. Além de promover a “Noite Portuguesa 2018” como forma de arrecadação, o Rotary Club de Ponta Grossa Campos Gerais contou com a parceria do Grupo de Amigos Vila Velha. Com a nova máquina de corte automática, a produção de fraldas deve ser otimizada.

 

Confira!

Veja um vídeo da máquina de corte automática em funcionamento.

Laís Adriana de Almeida

Laís Adriana de Almeida

Estagiária de Comunicação do Distrito 4730; Estudante de Jornalismo da UFPR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *